Entrevista

Humor: `As acusações que pesam contra a minha pessoa não passam de invenções´

O jornalista Gyro Gearloose, correspondente do Blog em Barril (país que fica nos cafundós do Judas na América do Sul), conseguiu a muito custo e esforço uma entrevista com o presidente de Barril, Miguel Tempo, que está sendo acusado pela Procuradoria-Geral daquele país de corrupção e chefiar uma quadrilha que assolou os cofres públicos. Miguel Tempo rebate: “as acusações que pesam contra a minha pessoa não passam de invenções e têm conotação política. Nunca tive nenhuma conversa reservada com o larápio dono da Frivaca”. A seguir a entrevista completa:

1-blogdobarbosa – Presidente Miguel tempo, o sr está sendo acusado de praticar corrupção e chefiar uma quadrilha que afanou os cofres públicos de Barril. A acusação parte da Procuradoria-Geral da República de Barril. O que o Sr tem a dizer?

Miguel Tempo – Estas acusações que pesam contra a minha pessoa não passam de invenções e têm conotação política

2-blogdobarbosa – Mas a PGR de Barril tem provas contundentes, inclusive gravações e vídeos!

Miguel Tempo – Tudo montagem, inclusive os áudios que tive com aquele larápio dono da Frivaca foram editados.

3-blogdobarbosa – Então, presidente, o Sr confirma a conversa que teve com o dono da Frivaca?

Miguel Tempo – Sim, nunca neguei isso. Mas tratamos apenas de coisas banais como a cotação do dólar, o preço da arroba – veja bem, tô falando do preço da arroba não do roubo, não deturpe minhas palavras, por favor -, e outras amenidades como o corte de cabelo da minha mulher e o vestido decotado que ela usou na minha posse. E só.

4-blogdobarbosa – Mas não é isso que a PGR de Barril afirma na denúncia contra o Sr. A Procuradoria é enfática em dizer que “há proeminentes ingredientes de provas”.

Miguel Tempo – Tudo não passa de mentiras. Que ingredientes são estes. Estamos falando de bolo?

5-blogdobarbosa – De bolo não, mas de quadrilha. A PGR tem laudos da Polícia Federal de Barril, relatórios circunstanciados, registro de voos, contratos, depoimentos, gravações ambientais, imagens, vídeos, certidões, entre outros documentos, que não deixam dúvida quanto à materialidade e a autoria do crime de corrupção passiva, Sr presidente.

Miguel Tempo – Volto a dizer meu rapaz. Tudo mentira. Meu governo é honesto, todos os ministros, inclusive, eu, somos pessoas ilibadas, assim como o meu partido. Se tem gente presa é por pura delação de pessoas sem escrúpulos, como esse larápio dono da Frivaca que me recuso a dizer o nome dele.

6-blogdobarbosa – O Sr chama o dono da Frivaca de larápio, como se não o conhecesse bem. No entanto foi ao casamento do filho dele, usou a aeronave particular da empresa dele e agendou várias vezes conversas com ele no Palácio do Jabuti na calada da noite. 

Miguel Tempo – Não é bem assim. No casamento do filho dele eu e a minha esposa fomos de penetra. Nem presidente de Barril eu era na época. Sobre o avião, da mesma forma, eu e minha mulher pegamos apenas uma carona. sobraram duas vagas no vôo e nos chamaram. Sobre as conversas no jabuti já disse, foram conversas amenas como a cotação do dólar, o preço da arroba e outras amenidades como o corte de cabelo da minha mulher e o vestido decotado que ela usou na minha posse.

7-blogdobarbosa – Então o Sr teria pego carona na corrupção também?

Miguel Tempo – Êpa, aí você já está fazendo ilações

8- blogdobarbosa – O Sr acha que vai continuar na Presidência de Barril após todas estas denúncias?

Miguel Tempo – Confio na minha base aliada. A minha tropa de choque já vem sendo bem treinada no Palácio do Jabuti pelos nossos líderes. tenho a absoluta convicção de que se depender dos nossos congressistas governarei Barril até 31 de dezembro de 2018. Quanto ao povo ninguém bateu panela, sendo assim um sinal de que o povo barrilense está comigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *