Política

Companheiro de Glenn Greeenwald, fundador do Intercep, David Miranda, relata ameaças à PF

Está no site Brasil 247

Casado com o jornalista Glenn Greeenwald, fundador do site Intercept, o deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) encaminhou à Polícia Federal denúncias sobre ameaças de morte após o site divulgar escândalos da Operação Lava Jato envolvendo uma troca de mensagens entre o ministro da Justiça, Sergio Moro, e o procurador Deltan Dallagnol, da Lava Jato. A situação é insólita, pois o chefe da PF é exatamente Sergio Moro, que tem atacado Greenwald, acusando as reportagens de “sensacionalistas”.

No último sábado, o jornalista Luís Nassif, editor do GGN, alertou para o risco de uma ação da PF contra Greenwald e o Intercept: “As diligências no âmbito de uma possível operação policial incluem medidas como busca e apreensão, prisão preventiva e condução coercitiva – tudo que está no menu da Lava Jato, como o Brasil inteiro bem sabe há alguns anos” (aqui).

Nas conversas publicadas pelo site, Moro sugeriu ao Ministério Público Federal trocar a ordem de fases da Lava Jato, cobrou a realização de novas operações, deu conselhos e até cobrou dos procuradores uma ação contra o que chamou de ‘showzinho’ da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na denúncia encaminhada à polícia, a assessoria jurídica do parlamentar afirma que, “embora a mensagem seja assinada com o nome de Marcelo Valle, o qual se encontra atualmente preso em decorrência da Operação Bravata, mostra-se possível que tenha sido confeccionada por outros criminosos que atuam no âmbito do fórum denominado ‘http://www.dogolachan.org’, hospedado na internet/deep web”.

A deep web é uma parte da web não indexada e acessível apenas por softwares específicos.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *