Baú de Estrela

Baú de Estrela

Stella-Galvão-2-150x15011A velha campanha está de volta

por Stella Galvão

Primeiramente, peço desculpas aos leitores pela longa ausência de novas postagens. Fui cuidar da saúde mas estou de volta, renovada e com vontade de escrever sobre a campanha 2014! O tema, até outubro, será recorrente: as eleições em um RN assolado por feudos políticos há gerações. Vamos ao texto:

Agosto chegou a todo vapor para quem aposta as fichas num mandato eleitoral. A todo momento, os depauperados municípios do RN recebem hordas de candidatos aos cargos executivos e legislativos estadual e federal. Nas fotos, apertam-se para caber nos limites do alcance dos celulares os portadores de fartos barrigões. Não, eles não têm a barriga d’água dos meninos pobres das zonas rurais onde falta água potável, entre tantas outras ausências. É, longe disso, o bucho da comilança em torno de lideranças para celebrar os conchavos que garantirão a perpetuidade dos velhos grupos no comando das tradições políticas carcomidas e gastas, nem por isso menos desejadas. Pelos mesmos, sempre.

Os candidatos que antagonizam a disputa principal pelo governo do Estado e uma vaga no Senado, encarregaram seus respectivos marqueteiros de batizar o nome do carrossel circulante de velhos conhecidos ávidos por novo passaporte das urnas. Com uma carga elevada de auto-ironia certamente não avaliada pelo comando da campanha, a “Caravana da Mudança” reúne o candidato a governador pelo PMDB, Henrique Alves, o seu companheiro de chapa João Maia (PR), e a candidata ao Senado, Wilma de Faria (PSB).

A pergunta que não quer calar é: de que mudança se está falando? Alguma maquiagem na velha forma de fazer política em solo potiguar? Talvez um tom mais exaltado do discurso já alquebrado? Quem sabe um novo make up para atrair flashes curiosos nos palanques dos correligionários?

Em matéria de currículo e práticas políticas, a mudança passa ao largo dos integrantes dessa caravana. O candidato ao cargo majoritário, Henrique Alves, é velho conhecido dos pilares e das traças do prédio do Congresso Nacional, seu ambiente desde 1971. Wilma começou na política com sobrenome Maia, ao desposar Lavoisier e assumir em 1976 uma atividade assistencialista como primeira dama do Estado. Percebeu que dava para a coisa e logo alçou voo, descolando-se do marido mas não do universo Maia, de feudos e votos garantidos.

Já foi deputada federal, prefeita de Natal e governadora do estado por dois mandatos em cada casa executiva. Ou seja, nada de novo sob o sol. O candidato a vice de Henrique, João Maia, também é velho conhecido dos potiguares, com dois mandatos na Câmara dos Deputados. Também não é novidade que os três já enfrentaram sérias denúncias na Justiça, com ameaças nunca confirmadas de inelegibilidade.

Do outro lado, apresenta-se a auto-intitulada “Caravana da Liberdade”, capitaneada pelo candidato a governador Robinson Faria (PSD), tendo a seu lado a candidata ao Senado, Fátima Bezerra (PT). O noticiário por vezes ignora a presença, na caravana, do candidato a vice-governador, deputado estadual Fábio Dantas (PC do B). Carência de capital eleitoral?

Robinson, seis vezes deputado estadual, é o vice da governadora Rosalba Ciarlini, achincalhada por todos os que almejam sucedê-la, ainda que todos tenham ajudado a erguer o seu palanque em 2010. Fátima, onipresente no cenário da política potiguar desde 1994, soma dois mandatos como deputada estadual e três como federal. O pragmatismo dos conchavos políticos abençoa, no RN como em outros rincões, a marcha uníssona de adversários aparentes.

Na segunda semana de agosto, ao ingressar com sua trupe em Pau dos Ferros, disse o vice-governador. “Eu sei que o povo daqui é livre. Livre pra pensar, para escolher e para votar.” O candidato, claramente, ‘choveu no molhado’. A liberdade é um direito inalienável do ser humano more ele em Pau dos Ferros, numa cidade do Uzbequistão ou na conturbada Faixa de Gaza.

* Stella Galvão é jornalista e colaboradora do blog, professora da Escola de Comunicação e Artes da UnP, mestre pela PUC-SP e autora de ‘Calos e Afetos’ e ‘Entreatos’. Endereço no twitter @stellag19, e-mail: stellag@uol.com.br

 

3 Responses to Baú de Estrela

  1. Renan Carlos disse:

    Segue o ranço da política potiguar com suas figuras tragicômicas. Abandonadas as máscaras, seguem com estica e puxa nas faces, remodelando a imagem para o eleitorado um tanto sem norte.

  2. Flávio Tiné disse:

    Ué, trata-se de Stella Galvão do Jornal da Tarde, aquela que fazia brilhantes reportagens sobre saúde? E anda pelo Rio Grande do Norte, onde mora minha amiga Sacha Lídice Pereira?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *