Artigo

Prenderam o cara errado, por Pedro Breier

Está no Blog O Cafezinho

Tivesse Lula a tibieza moral que lhe atribuem seus adversários e odiadores – desde os meganhas da Lava Jato e os donos da mídia até os cidadãos comuns que compram a narrativa vendida por aqueles – a vida estaria muito mais fácil para o golpismo. Considerando que a condenação de Lula é pura e simplesmente política, não havendo qualquer prova de cometimento de crime pelo ex-presidente, recusar-se a se entregar e asilar-se em alguma embaixada ou outro país não seriam opções despropositadas taticamente, longe disso.

Entretanto, caso fosse essa a escolha, é evidente que se propagaria a ideia de que Lula é um condenado pela Justiça – este ente super justo – que “fugiu”. Entregando-se, Lula demonstra uma fibra moral impressionante para quebrar a narrativa, ou ao menos metade dela, do “condenado e foragido”, com a qual os artífices do golpe certamente sonhavam para atingir ainda mais a sua imagem pública. No lançamento da pré-candidatura de Lula à presidência, Fernando Haddad falou o seguinte: “Acenaram para o Lula com um acordo: ‘abre mão da sua candidatura que você sai da cadeia, que a gente liberta você’”. O ex-presidente teria respondido: “Me apresentem uma prova que eu abro mão da minha candidatura”. Haddad ajudaria bastante o campo progressista se contasse quem fez uma proposta dessas, que é, na verdade, uma confissão de que Lula é um preso político. (A título apenas de refrescar a memória do leitor, o Blog contribui com o artigo de Breier e republica post em que o ministro Gilmar Mendes diz que “Lula só vai deixar a cadeia quando se declarar fora do páreo presidencial. Clique aqui para ler).

De qualquer forma, sendo verdade, é mais uma evidência do estoicismo de Lula. Ele aparentemente aceitou o seu destino e está disposto a trocar qualquer abrandamento na pena pela contínua exibição pública da monumental injustiça que sua prisão representa e da perversidade do status quo brasileiro. Se aqueles que urdiram a prisão de Lula contavam com a sua tibieza moral, prenderam o cara errado.

*Pedro Breier é colunista d’O Cafezinho, é formado em direito mas gosta mesmo é de jornalismo. Nasceu no Rio Grande do Sul e hoje vive em São Paulo

Foto reproduzida da Internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *