Editorial

Editorial

Como Henrique, acaso se eleja, vai saldar os compromissos?

O presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB), pré-candidato a governador do Rio Grande do Norte, sempre foi considerado um grande articulador político. Prova maior disso é o guarda-chuva de partidos que abrigou na sua aliança política-partidária para tentar chegar ao poder. Contudo, Alves já começa a enfrentar o problema de espaços. Na Assembleia Legislativa, por exemplo, onde a maioria dos deputados que compõe  Casa está disposta a lhe apoiar, já reina uma insatisfação quanto a formação da chapa proporcional que, devido a grande quantidade de partidos, terá que ser sub-dividida.

Não só isso. O número de prefeitos que Henrique Alvez arrebanhou para dar apoio a sua candidatura é um problema sério que o peemedebista certamente enfrentará em 2016, quando das eleições municipais,  acaso chegue ao governo do estado. Nos releases da sua assessoria dia sim outro sim se tem a informação de que Henrique e Wilma de Faria (PSB), vice-prefeita de Natal e candidata ao Senado, conseguiram apoios de prefeitos das mais diferentes matizes partidárias.

Ainda hoje se tem a informação – através de releases de sua assessoria – de que “o deputado federal Henrique Alves (PMDB) conseguiu unir diferentes cores partidárias das câmaras municipais de Areia Branca, Porto do Mangue, Grossos e Serra do Mel em torno da sua pré-candidatura ao governo do estado”

E continua:

“Em Areia Branca, onde o deputado esteve neste domingo e foi recebido pela prefeita Luana Bruno (PMDB), dez dos 11 vereadores locais fecharam o apoio: Aldo Dantas (PMDB), Dijalma (PMDB), Sandro (PV), João Paulo Borges (PCdoB), João Carlos (PCdoB), Duarte Junior (PR), Alderi Batista (PTB), Tonho da Cohab (DEM), Nazareno (DEM) e Netinho Cunha (PSB)”.

E completa:

” Henrique também recebeu adesão da maioria dos vereadores de Grossos e Serra do Mel. O encontro com os grupos de vereadores foi realizado após reunião com os prefeitos dos quatro municípios: Luana Bruno, (Areia Branca), Mauricinho (Grossos), Titico (Porto do Mangue) e Fabinho (Serra do Mel). Também participaram do encontro em Areia Branca a ex-governadora Wilma de Faria e as deputadas Sandra e Larissa Rosado, do PSB”.

Aí eu pergunto:

Como pode um “Rei” servir a tantos súditos de diferentes pensamentos ideológicos, quando até edis comunistas se observa, pelos releases, apoiando a candidatura de Henrique Alves? O que estará prometendo o candidato do PMDB a governador a estes políticos nas eleições de 2016 acaso se eleja? Quem o hipotético governador vai apoiar para prefeito e vereador nestes municípios em que situação e oposição, ao mesmo tempo, estão lhe garantindo apoio agora?

Das duas uma: ou os prefeitos e vereadores apostam que se Henrique Alves ganhar a eleição no Rio Grande do Norte todos ficarão unidos para sempre e o estado será uma aldeia global, onde todos desfrutarão do apoio do governo, ou eles acreditam em Papai Noel, Saci Pererê, Mula sem cabeça, etc e tal.

Ou melhor ainda: todos devem está acreditando em $ em balaio de gato a perder de vista para suas campanhas eleitorais. Só pode!

Aliás, para a convenção de homologação das candidaturas de Henrique Alves e Wilma de Faria que será realizada na próxima sexta-feira (27), das 9h às 15h, no Ginásio Nélio Dias, zona norte de Natal, certamente caravanas e caravanas de prefeitos e vereadores devem vir a capital potiguar. Pelo jeito vai faltar chão.

A conferir!

 

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *